Parque São Jorge na mira da Justiça

Um acordo feito à ?última hora? com o juiz Davi Rocha Lima Magalhães e Silva, da 1ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, impediu que 40 mil metros quadrados do terreno do Parque São Jorge sejam levados a leilão nos dias 1º e 16 de abril. A procuradoria da Fazenda Nacional chegou a fazer o pedido de execução contra o clube, com base numa dívida de imposto de renda, pessoa jurídica, de 1999, cobrada em juízo. Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

14 Março 2002 | 09h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.