Parreira abre campanha para a Copa

O técnico Carlos Alberto Parreira estréia no fim de semana como garoto-propaganda do Guaraná Antarctica, da AmBev, patrocinadora da seleção brasileira. Com a classificação do Brasil para a Copa de 2006, a empresa põe o bloco na rua com campanha criada pela agência do publicitário Duda Mendonça para estimular a torcida.Com a promoção ??Vista a Camisa?, diz o diretor de refrigerantes da AmBev, Francisco Sá, a empresa resgata as camisas com os distintivos usados nas conquistas mundiais de 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002. Com três tampinhas mais R$ 1, o consumidor leva adesivos, cuja venda vão para a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). Para levar a camiseta, serão necessárias cinco tampinhas mais R$ 9,90. ?Queremos estimular a paixão pelo futebol e preparar o caminho para o hexacampeonato?, diz Francisco Sá.A AmBev não é a única. A Embratel já sorteou passagens, num modelo de promoção seguido pela alemã Nivea e a operadora de celular Vivo. Pelos cálculos do diretor de Mídia da DPZ, Daniel Barbará, a Copa deve injetar na economia brasileira R$ 1,5 bilhão em publicidade durante o torneio. Desse total, cerca de R$ 400 milhões devem seguir direto para os cofres da Globo, que detém os direitos de transmissão para TV aberta no País.Na estimativa, Daniel Barbará não leva em conta a vitória do Brasil nem as vendas informais.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2005 | 20h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.