Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Parreira acha que o Brasil foi melhor

Apesar do 0 a 0 e do equilíbrio no amistoso disputado nesta quinta-feira, no Stade de France, o técnico Carlos Alberto Parreira acha que o Brasil foi um pouco melhor do que a França. ?Mostramos mais presença de área?, justificou.Segundo Parreira, o placar sem gols não refletiu a qualidade da partida. ?Como era de se esperar, num confronto entre dois dos melhores times do mundo, foi um belo jogo?, disse o treinador brasileiro, para depois elogiar a atuação de alguns jogadores individualmente, como foi o caso de Juninho Pernambucano e Edmílson, que parecem estar ganhando a posição de titulares no meio-de-campo da seleção.Parreira também elogiou o goleiro Coupet, da França. Mesmo opinião teve o treinador francês Jacques Santini, que estendeu o comentário ao brasileiro Dida. ?Os dois goleiros foram responsáveis pelo empate?, avaliou.Santini também saiu satisfeito com a postura da sua defesa, por ter conseguido anular o talento individual dos atacantes brasileiros. ?As defesas se impuseram?, concordou Parreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.