Parreira adia bronca e exige atenção

A displicência mostrada pelo time nos minutos finais contra o Flamengo - que custou ao Corinthians a quebra de uma invencibilidade de sete jogos - foi tema de uma longa palestra ontem à tarde no Parque São Jorge. O técnico Carlos Alberto Parreira até gostaria de discutir os problemas antes, mas como Dida, Kléber e Vampeta estavam com a Seleção Brasileira, ele foi obrigado a atrasar em cinco dias o sermão. Parreira deixou bem claro que não vai mais aceitar derrotas como a ocorrida contra o Flamengo. "Perder para o Flamengo no Maracanã é normal. Duro foi ter perdido como perdemos, com a vitória nas mãos", reclamou o treinador. Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

09 Março 2002 | 10h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.