Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Parreira deve chamar Luís Fabiano e mais 4

Luís Fabiano e mais quatro jogadores que atuam no futebol brasileiro serão convocados nesta terça-feira para completar a lista de 22 atletas, que estarão à disposição do técnico Carlos Alberto Parreira para os dois primeiros jogos da seleção nas Eliminatórias do Mundial de 2006 ? contra a Colômbia, dia 7, e Equador, dia 10. O atacante do São Paulo, embora contundido, teve seu nome aprovado nesta segunda-feira depois de um rápido contato por telefone entre o médico do clube, José Sanchez, e o da seleção, José Luiz Runco. Outro com presença praticamente garantida é o meia Alex, do Cruzeiro, o principal destaque até agora do Campeonato Brasileiro. Diego, do Santos, também deve ser relacionado. Para a reserva do goleiro Dida, o mais cotado é Júlio César, do Flamengo. O campeão do mundo Marcos desgastou-se com a atual comissão técnica em abril, ao forçar sua dispensa de um amistoso com o México. Foi muito criticado na ocasião pelo coordenador-técnico Zagallo. Parreira tem ainda simpatia pelo goleiro Fábio, do Vasco. Mas, por enquanto, o jovem talento deve ficar fora. A quinta vaga seria a mais disputada. São alguns dos candidatos a compor a lista: Robinho, do Santos, e os dois atacantes com quem Parreira trabalhou na recente Copa das Confederações, Gil, do Corinthians, e Illan, do Atlético-PR. O meia Ricardinho, do São Paulo, campeão do mundo em 2002, também tem chance. É difícil que haja alguma grande surpresa na convocação desta tarde. Ronaldo ? Agências internacionais de notícia divulgaram nesta segunda-feira informação de que o atacante do Real Madrid se despediria daseleção brasileira na Copa do Mundo de 2006. A revelação foi atribuída ao assessor de Imprensa do jogador, Rodrigo Paiva. Mas tudo não passou de um mal-entendido. Dias atrás, Paiva comentou numa roda de correspondentes internacionais que ?Ronaldo jogaria a Copa da Alemanha como se fosse a última?. Disse isto apenas para enfatizar a vontade do artillheiro em conquistar um novo título mundial. ?Não seria louco de afirmar o que as agências estão divulgando?, rebateu Paiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.