Parreira diz que amistoso foi bom para seus testes

Apesar do futebol sem brilho e da vitória por um simples 1 a 0, o técnico Carlos Alberto gostou do amistoso que a seleção brasileira fez nesta quarta-feira, contra a Rússia, em Moscou. Principalmente, porque ele pôde fazer 6 alterações no time, testando jogadores que pretende levar para a Copa do Mundo da Alemanha.?Tinha que aproveitar a oportunidade de fazer 6 mudanças para ajudar na lista final da Copa?, explicou Parreira, admitindo que as alterações atrapalharam a performance do time. ?O primeiro tempo foi muito melhor, porque o time controlou bem a bola. Mas não vou julgar a equipe por esta partida. Mesmo porque, as condições climáticas também não ajudaram.?Com um gol de Ronaldo, o Brasil venceu a Rússia num gramado ruim, por causa do inverno europeu, e com um frio que chegou a 19 graus negativos. ?Esse é o único jogo que teremos de janeiro até a convocação e, por isso, foi muito importante para nós realizarmos algumas observações?, revelou o técnico.Parreira não quis comentar o desempenho individual, mas os principais testes foram com o goleiro Rogério Ceni, o zagueiro Cris, o volante Edmílson, o lateral-esquerdo Gustavo Nery e o atacante Fred. Todos jogaram um pouco nesta quarta-feira e esperam estar na lista de convocados para a Copa, que será divulgada no dia 15 de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.