Parreira diz que jogadores farão sexo à vontade na Copa

O técnico da seleção brasileira de futebol, Carlos Alberto Parreira, revelou nesta quinta-feira que seus jogadores atuarão na Copa do Mundo da Alemanha com um sorriso no rosto, pois ele não colocará barreiras para impedir que os atletas façam sexo à vontade durante o evento."Não penso que fazer sexo um dia antes de uma partida de futebol possa trazer problemas. É só sexo. O problema é quando um atleta não dorme, bebe ou fuma. Sexo é sempre bom", contou Parreira em entrevista à revista inglesa Maxim.Parreira também explicou que a decisão de permitir que os jogadores pratiquem sexo com suas esposas ou noivas é apenas uma medida para reduzir o nível de tensão do torneio.Outro ponto destacado por Parreira é o uso de instrumentos musicais, que ajudaria no combate ao estresse. "Os psicólogos dizem que é importante que nos vestiários e na chegada ao hotel, logo após uma partida, os jogadores façam algo com as mãos e que também falem ou cantem. Se um atleta fica sentado, esfregando as mãos, não ajuda em nada. Se fazem algo diferente, ele relaxa", explicou o técnico.O pensamento de Parreira é totalmente diferente de Felipão, que durante a Copa do Mundo de 2002 proibiu os jogadores de praticarem sexo.A Copa do Mundo da Alemanha começa no dia 9 de junho. O Brasil está no Grupo F, ao lado de Croácia, Japão e Austrália.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.