Parreira enaltece defesa e rapidez da Coreia do Norte

O futebol jogado pela seleção norte-coreana ainda é um mistério para a comissão técnica brasileira. Carlos Alberto Parreira, no entanto, pode ajudar o Brasil a compreender um pouco mais seu adversário da primeira fase da Copa do Mundo de 2010.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2010 | 16h05

Depois da África do Sul empatar amistoso por 0 a 0 contra a Coreia do Norte, na Alemanha, o comandante da seleção anfitriã do Mundial fez uma análise nesta sexta-feira sobre os asiáticos. E destacou que a rapidez e a boa marcação são seus pontos fortes.

"Nossos rivais têm um jogo típico, muito rápido e físico, com toda a velocidade possível", afirmou o técnico da seleção sul-africana. "Eles se defendem muito bem com três zagueiros, é difícil entrar em sua defesa. Ouvi dizer que é difícil marcar mais de dois gols neles", acrescentou Parreira.

Brasil e Coreia do Norte estão no Grupo G da Copa do Mundo, ao lado de Costa do Marfim e Portugal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.