Parreira espera mais de Ricardinho

A vitória sobre o Americano, como era de se esperar, satisfez o técnico Carlos Alberto Parreira, mas o técnico admite que ainda falta muito para que o meia Ricardinho consiga contentá-lo. ?O desempenho dele foi bom, mas ainda será preciso um tempo maior para adaptação jogando na função de 1.?O jogador, autor de um belo gol na partida, concordou com a avaliação. ?Eu ainda estou jogando como no ano passado e no início deste ano?, afirmou. Ricardinho promete trabalho para se adequar rapidamente ao que o treinador espera dele.Sobre a equipe, Parreira ressaltou que o time conseguiu mostrar a paciência necessária para vencer e admitiu que as jogadas pelo lado esquerdo devem prevalecer, pelo menos por enquanto. ?Não dá para ir contra a natureza. Com jogadores como o Ricardinho e o Gil, é lógico que a tendência é ter mais jogadas do lado esquerdo.?O lateral Kléber diz que jogou bastante animado. ?Uma convocação para a seleção sem dúvida é motivo de inspiração?, comentou.

Agencia Estado,

26 de janeiro de 2002 | 19h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.