JuanJo Martín/EFE
JuanJo Martín/EFE

Parreira minimiza críticas de Cruyff e defende Neymar

Coordenador técnico da seleção brasileira afirmou que não existe qualquer preocupação com o jogador

O Estado de S. Paulo

26 de março de 2014 | 15h13

SÃO PAULO - O coordenador técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, minimizou nesta terça-feira, as críticas feitas por Johan Cruyff a Neymar. Para o treinador tetracampeão mundial em 1994, o ex-jogador do Barcelona acha o craque brasileiro um "belíssimo jogador".

"Li nas entrelinhas a entrevista do Cruyff. Ele foi muito comedido", disse Parreira durante a reinauguração da Granja Comary. O ex-técnico da seleção brasileira também afirmou que não exista qualquer preocupação com Neymar. "Ele nos deixa tranquilo. Lá fora, é evidente que ele pode estar incomodando muita gente, mas isso é normal."

Nesta terça-feira, Cruyff, que defendeu o Barcelona entre 1973 e 1978, afirmou que o problema do clube catalão é Neymar. O fato estaria ligado ao salário do jogador brasileiro. "Não se pode contratar um jogador de 21 anos (ele tem 22) e que ganhe mais do que jogadores que já ganharam tudo no clube. Ninguém aos 21 anos é Deus", disse.

Neymar chegou ao Barcelona no começo desta temporada. Em 37 jogos pelo clube, marcou 14 gols. Na última partida, contra o Real Madrid, participou doi segundo gol da vitória por 4 a 3 no Santiago Bernabéu. Além disso, jogando pela direita, sofreu um pênalti antes de ser substituído pelo atacante Pedro. No lance, o zagueiro Sergio Ramos foi expulso de campo.

Parreira entende que o jogador pulou etapas. "Se eu falasse cinco anos atrás, diria que a Copa do Neymar seria a de 2018. Mas ele queimou etapas e está muito pronto para este ano", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.