Parreira: "Ninguém estava preparado para a eliminação"

Muito cobrado para a conquista do hexacampeonato mundial, o treinador Carlos Alberto Parreira disse neste sábado que não estava preparado para voltar mais cedo para casa. Apontada como a principal favorita ao título, a seleção brasileira foi eliminada na Copa do Mundo da Alemanha ao ser batida por 1 a 0 pela França. "Antes de tudo, admitido que é um momento muito duro. É difícil ser eliminado quando se está tão perto da final. Mas posso garantir que ninguém da delegação, tanto jogadores como a comissão técnica, estava preparado para isso. Mas temos que encarar a realidade e seguir em frente. Lamento pelo o que aconteceu, só tenho a agradecer o empenho dos jogadores e pensar no futuro", analisou. Ele não quis comentar sobre a sua permanência no comando da equipe. "Não tenho essa preocupação de continuar ou não. Depois da Copa, quando chegar no Brasil, vamos definir essa situação", disse. Parreira também elogiou o desempenho da seleção francesa. "Era um duelo entre dois campeões mundiais e tudo era esperado. Eles [franceses] cresceram na hora certa e tem jogadores muito experientes. A França soube se postar bem na defesa e tentou exaustivamente jogadas pelas laterais. Aceitamos a derrota, mas sempre pensávamos em chegar na final".

Agencia Estado,

01 Julho 2006 | 18h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.