Parreira protesta contra Luiz Estevão

A decisão do presidente do Brasiliense, o ex-senador Luiz Estevão, de proibir o Corinthians de treinar no estádio Serejão nesta terça-feira, provocou revolta no técnico Carlos Alberto Parreira."Está errado. Eles haviam prometido nos ceder o campo. Mas não vamos entrar no clima de guerra´´, esbravejou o técnico do Corinthians. Estevão justificou a medida dizendo que o estádio estava passando por uma pequena reforma e que o gramado deveria ser preservado. Os corintianos protestaram tanbém porque o Brasiliense treinou no Serejão na véspera.Ao agir como um cartolão tradicional, Estevão, inclusive, desmentiu o técnico do Brasiliense, Péricles Chamusca, que no dia anterior havia assegurado que os paulistas seriam recebidos com total cortesia. "Aqui, todos são bem recebidos. Colocamos o campo sempre à disposição dos adversários. Acredito que futebol se resolve no campo.´´

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.