Parreira quer entrega e um bom futebol do Fluminense

Nem tudo deve ser desprezado do empate com o Corinthians, que eliminou o Fluminense da Copa do Brasil na última quarta-feira. O técnico tricolor, Carlos Alberto Parreira, gostou muito da entrega e do futebol do time na segunda etapa da partida, quando conseguiu o empate depois de estar perdendo por 2 a 0.

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

24 de maio de 2009 | 08h16

Assim, Parreira quer a repetição disso no confronto deste domingo contra o Santos, às 16 horas, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com quatro pontos, o Fluminense é o sexto colocado nos critérios de desempate.

Feliz com a atitude e valentia apresentada na eliminação da Copa do Brasil, Parreira só fará uma mudança em relação ao time que empatou com o Corinthians. Dieguinho volta à lateral esquerda no lugar de Eduardo Ratinho, com Mariano retornando ao lado direito da defesa. O lateral-esquerdo João Paulo, machucado, continua de fora.

No ataque, o treinador vai manter Maicon ao lado de Fred, apesar de Alan ter entrado bem contra os paulistas. Uma das preocupações de Parreira é encontrar o parceiro ideal para Fred, que não marca há cinco partidas. O técnico tricolor, porém, procura minimizar o pequeno jejum do atacante e pede que os jogadores de meio de campo também se apresentem para tentar o gol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.