Parreira tenta reacender Corinthians

Carlos Alberto Parreira está diante de uma dura realidade: além de ter perdido em qualidade com a saída de Dida e a contusão de Deivid - vai ficar parado mais dez dias -, o Corinthians é hoje um time desmotivado, sem o espírito de competição, que foi uma de suas principais virtudes na conquista da Copa do Brasil e do Rio-São Paulo, no primeiro semestre. ?O comportamento da equipe mudou e um time grande como o Corinthians jamais pode perder a ambição?, afirma o técnico.Diante das dificuldades que o clube encontra para conseguir dois novos atacantes e mais um meia armador, Parreira deve fazer algumas alterações no time, inclusive dando oportunidade para jogadores que até há pouco tempo apenas completavam o grupo, como o lateral-esquerdo Moreno e o centroavante Gilmar, promovidos Corinthians B, para mexer com os titulares.Além disso, a esperança de Parreira é que os dirigentes consigam contratar Dodô, que para continuar no Botafogo, do Rio, quer receber uma dívida de R$ 600 mil e a renovação do contrato com a garantia dos salários em dia. O assunto vem sendo tratado com o empresário Juan Figer e seu filho Marcel, que são procuradores do jogador, e até o final de semana terá um desfecho.De acordo com Parreira, além de Dodô outros cinco jogadores oferecidos ao clube por empresários já tiveram o seu aval, porém isso não significa que as contratações sejam viáveis. ?Quando um jogador é oferecido por empresário, há a promessa de que não vai custar nada ao clube. Porém, basta que um dirigente demonstre interesse para que seja exigido algum pagamento. E, com o fim do passe, nenhum clube quer correr o risco de investir em reforços?, explica o técnico.Aquecimento - Quarta-feira à tarde, o Corinthians faz um jogo-treino com o Jundiaí, no Parque São Jorge, e pretende disputar pelo menos três amistosos para readquirir o ritmo de jogo, antes da estréia no Campeonato Brasileiro, dia 11 de agosto, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte.O vice-presidente de Marketing, Luiz César Granieri, vai se reunir com a secretária municipal de Esportes, Nádia Campeão, nesta terça, quando deve ser confirmado que o Corinthians mandará os seus jogos do Campeonato Brasileiro no Pacaembu. ?Consta que o contrato da Prefeitura com a Target foi rescindido e assim terminaram os problemas para a colocação de placas de publicidade estática?, disse o dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.