Passaporte: Espanha pune paraguaio

O escândalo dos passaportes falsos que atinge alguns dos principais clubes europeus, fez hoje a primeira vítima na Espanha. A Federação Espanhola de Futebol determinou nesta sexta-feira a suspensão da licença de trabalho do jogador paraguaio Toledo, do Espanyol de Barcelona - clube da Primeira Divisão do país. A entidade acredita ter indícios suficientes que comprovam que o jogador utilizou documentação adulterada. O jogador - que possui passaporte espanhol desde 99 - foi afastado da equipe preventivamente. Segundo a Federação, não há indicações de que o clube esteja envolvido na falsificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.