Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Passaportes: casamentos investigados

Itália e Inglaterra anunciaram, nesta terça-feira, novas medidas para acabar com a "máfia" dos passaportes falsos no futebol. O ministério do Exterior italiano está investigando a situação de jogadores que obtiveram dupla nacionalidade por meio de matrimônio. A Federação Inglesa de Futebol deu prazo de duas semanas para os clubes provarem que seus estrangeiros, de origem não-comunitária, estão com a documentação em ordem. O governo italiano expediu circular, para embaixadas e consulados, pedindo informações detalhadas sobre requerimentos de passaporte em função de matrimônio, principalmente a partir de 1998. Segundo Franco Danieli, subsecretário do ministério do Exterior, a medida vale para "todo mundo" e não apenas para esportistas. As representações consulares da América do Sul - especialmente as de Chile, Uruguai e Argentina - vão ter atenção especial. Muitos jogadores sul-americanos obtiveram passaporte italiano porque suas mulheres eram descendentes. Eles agora vão passar pela operação pente fino armada pelo governo da Itália. Há vários brasileiros que podem vir a ser chamados a dar esclarecimentos. Em Londres, a Federação Inglesa quer agilidade dos clubes. Os dirigentes locais estão preocupados com os rumores "infundados" a respeito da situação legal de muitos estrangeiros que atuam em equipes da Premier League, a Série A britânica. "Esse tipo de dúvida prejudica os times, os atletas e todo o futebol", afirmou Adam Crozier, presidente da FA (Federation Association). Ele sugere que os clubes recorram a ajuda de entidades do governo para esclarecer qualquer pendência. Os resultados devem ser apresentados em duas semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.