Passarella divide diretoria corintiana

A permanência ou não do técnico Daniel Passarella após a eliminação na Copa do Brasil com a derrota para o Figueirense, divide a diretoria do Corinthians. Dois grupos passaram a medir forças desde a madrugada desta quinta-feira. O grupo ligado à diretoria do Corinthians quer a saída do treinador. Os dirigentes ligados à MSI, de Kia Joorabchian, no entanto, defendem a permanência do argentino no comando do time.Os ?corintianos? acreditam ter vários motivos para pedir a queda de Passarella. Dizem que ele decidiu afastar o goleiro Fabio Costa sem consultar ninguém, numa atitude autoritária e equivocada. Depois, criou um clima de instabilidade no grupo, ao decidir colocar Roger e Betão na reserva, horas antes da partida. Os ligados à MSI, ao contrário, apelam ao retrospecto. Dizem que Passarella ganhou mais que perdeu. Lembram que o time deve receber novos reforços e tende a melhorar no Campeonato Brasileiro. Além disso, alegam, há uma pesada multa rescisória, que estaria em torno de R$ 2 milhões.Kia já se encontra em São Paulo. Passarella só deve chegar à Capital no começo da noite. Os dois deverão se reunir em seguida para tomar uma decisão.De qualquer maneira, o jogo de domingo, contra o São Paulo, será decisivo. Se perder para o rival, sua permanência no clube ficará insustentável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.