Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Passarella pede mais reforços para MSI

O iraniano Kia Joorabchian, que já investiu R$ 186 milhões entre luvas e contratações, que se prepare para colocar de novo a mão no bolso. Depois de avaliar o elenco corintiano por 22 dias, o técnico Daniel Passarella concluiu que o Corinthians ainda precisa de reforços. Nesta terça-feira, revelou que vai pedir mais reforços ao chefão da MSI. "Não vou comentar isso com a imprensa. Meu dever é falar com o meu patrão, porque ele é quem paga. Esta semana terei uma reunião com o Kia e com a diretoria. E na próxima já poderemos ter novidades."Passarella não quis dizer quantos reforços o Corinthians precisa nem onde estão as principais carências. No entanto, ele já se convenceu de que para enfrentar o calendário brasileiro com alguma chance de ser campeão não basta apenas ter um bom time. É preciso ter um grupo de boa qualidade. "Quero um elenco onde todos possam ser titulares. No Brasil é um pouco diferente, porque disputamos quatro competições diferentes num ano e precisamos de muitos jogadores. E também não adianta ter no elenco cinco ou seis jogadores que não mostrem condições de ser titulares."Kia, que viajou para Londres na semana passada prometendo retornar ao Brasil nesta terça, já tinha prometido mais dois reforços de peso: o volante Mascherano, do River Plate, e o atacante Vágner Love, do CSKA. Mas pelo jeito Passarella quer mais do que isso. O argentino, porém, não quis dizer se o ex-corintiano Fabinho pode retornar ao Parque São Jorge. "Me falaram do Fabinho e de sua situação, mas ainda não o vi jogar. Estou com uma fita do jogador e preciso analisar com calma para definir como será o futuro."Anderson volta - Fabinho, que deixou o Corinthians no final do Campeonato Brasileiro para jogar no Cerezo Osaka, não se adaptou ao futebol japonês. Semana passada, ligou para Paulo Angione, diretor da MSI, oferecendo-se para voltar. A questão agora deve passar por Daniel Passarella, já que a MSI investiu U$ 15 milhões no argentino Mascherano, e só aguarda o final da Copa Libertadores para receber o volante argentino de 20 anos.Enquanto os reforços não chegam, Passarella deve continuar observando o desempenho de seus jogadores. Já fez isso no jogo contra o União Barbarense e deve repetir as observações na quinta-feira, na partida contra o Guarani, às 15h30, em Campinas. No coletivo desta terça cedo, no Parque Ecológico do Tietê, a novidade foi a volta de Anderson ao time titular, no lugar de Marinho. "O Passarella só me pediu para ficar de fora contra o União Barbarense porque ele queria ver o Marinho. Agora, volto naturalmente."Além de estudar as características de seus jogadores, Passarella avalia qual o melhor esquema tático para a equipe. Sábado, jogou no 3-5-2. Mas sua preferência é o 4-3-1-2, como jogam os argentinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.