Passarella: tempo para conhecer elenco

O técnico Daniel Passarella quer aproveitar a partida de quarta-feira, contra o Cianorte, pela segunda fase da Copa do Brasil, para conhecer os jogadores do elenco. "Estou há muito pouco tempo aqui, não me habituei a todos os atletas, o que só acontece com o tempo", justificou o argentino. "O ideal seria poder utilizar todo mundo do clube, o Bobô, Dinelson, mas como não posso, vou conhecendo-os aos poucos."Passarella muda a equipe. Sebastian Dominguez, seu compatriota, recuperado de contusão, retoma a vaga na defesa (sai Betão), enquanto no meio-campo, Fabrício, autor de um dos gols contra o União São João, na vitória por 6 a 1, sábado, garantiu a posição de Marcelo Mattos. "Quero observar este atleta (Fabrício) mais uma vez, acredito que poderá ser bastante útil."Gustavo Nery, ex-Werder Bremen e que ainda não estreou, recebeu elogios do treinador e deve ser aproveitado no segundo tempo. "Me agrada muito o estilo de jogo do Gustavo, ele tem se dedicado bastante apesar de não estar em totais condições físicas", afirmou Passarella.O treinador não esconde a dificuldade que vem tendo em se comunicar com os jogadores brasileiros. "Tenho de aprender português, não tem jeito." Ele, no entanto, diz não ter tempo para receber lições do idioma. "Vai ter de ser na prática, não tem jeito. Não sobra tempo para aula. Se não estiver treinando, estarei no telefone falando com a família", brincou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.