Passarella: tenho sorte em clássicos

O técnico Daniel Passarella vai enfrentar mais um teste em sua adaptação ao futebol brasileiro, no clássico contra o Palmeiras, domingo, no Morumbi. O argentino é experiente em grandes duelos, mas terá o primeiro adversário de peso pela frente, no comando do Corinthians. "Penso diferentemente de algumas pessoas. Isso pode gerar dúvida e mal-estar, mas com diálogo, tudo pode ser superado." Mesmo sem ter disputado nenhum clássico paulista, o argentino comparou a rivalidade do confronto a de outros duelos. "É como um Boca Juniors x River Plate, um Brasil x Argentina ou Milan x Internazionale", definiu. "Por enquanto, apenas imagino como é enfrentar o Palmeiras, mas tenho sorte em jogos como esse." Político, Passarella evitou aumentar o peso das declarações do palmeirense Magrão, que criticou o argentino Carlos Tevez e defendeu o atacante Gil. "Na minha época, jogávamos mais e falávamos menos", disparou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.