Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Pastore renova com o PSG até 2019 após 'melhor ano da carreira'

No clube desde 2011, argentino fica 'muito feliz' com novo acordo

Estadão Conteúdo

02 de junho de 2015 | 10h57

Ainda em busca de se firmar como uma das principais potências da Europa, o Paris Saint-Germain corre para manter seus principais destaques para a próxima temporada. Nesta terça-feira, o clube conseguiu garantir a permanência do meia Javier Pastore, que renovou seu contrato até 2019.

Um dos primeiros contratados desta nova fase milionária do PSG, Pastore chegou no meio de 2011 em alta, vindo do Palermo por 43 milhões de euros, o que na época era a maior transação da história do futebol francês. O argentino, no entanto, teve dificuldade para se firmar, alternou bons e maus momentos e até chegou a ficar no banco, mas em 2014/2015 finalmente justificou a aposta dos dirigentes e mostrou todo seu futebol.

"Estou muito feliz por estender meu contrato. Eu acabei de viver a melhor temporada da minha carreira. Estou muito orgulhoso do ano que tive, mas não conseguiria sem meus companheiros. Então, quero agradecer a eles e à comissão técnica. Não há apenas 11 jogadores que jogam, há toda uma família no Paris Saint-Germain", disse ao site do clube nesta terça.

No total, Pastore disputou 183 partidas desde que chegou ao Paris Saint-Germain, tendo conquistado oito títulos. O maior objetivo do argentino e do clube francês, no entanto, ainda não foi alcançado, e o jogador não escondeu o sonho de que o título da Liga dos Campeões finalmente chegue na próxima temporada.

"Eu espero continuar vencendo títulos aqui e jogar a Liga dos Campeões com este time. Este é meu objetivo principal. Eu acho que podemos atingi-lo nos próximos anos... E por que não no próximo? Eu espero, de qualquer forma. Meu objetivo é vencer a Liga dos Campeões com o Paris Saint-Germain. Isto seria o máximo", apontou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.