Pato ainda quer ajudar o Corinthians na luta por vaga na Libertadores

Abatido após fracasso na Copa do Brasil, atacante se recusa a jogar a toalha no clube

Fábio Hecico, Agência Estado

27 de outubro de 2013 | 19h36

ARARAQUARA - Logo após o empate do

Enquanto Pato se explicava e tentava recuperar as forças, Douglas festejava seu gol. Autor do único gol corintiano no empate com o Santos, o meia estava feliz por ganhar mais confiança com a jogada. Ele reclamou, contudo, da postura do time. "Depois do gol, fomos muito para trás. Não faltou fôlego, mas sim agressividade. Desse jeito não pode ser", disparou o jogador, que começa a recuperar espaço com o técnico Tite. O goleiro Walter, que fez grande partida, culpou o sol na cara pelo gol sofrido. "Estou triste pelo resultado (empate por 1 a 1), mas vocês viram a lua (sol quente) que estava. Atrapalhou bastante." O Corinthians pulou dos 40 pontos para 41, e continua na briga para se afastar da zona da degola. Esse foi o 14 empate do time na competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.