Rubens Chiri / saopaulofc.net
Rubens Chiri / saopaulofc.net

Pato deixa futuro em aberto e explica por que não acertou com o Internacional

Atacante está sem clube desde que rescindiu com o São Paulo, no dia 19 de agosto

Redação, Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2020 | 13h41

Sem jogar há mais de três meses, Alexandre Pato falou, sem muito detalhes, sobre o seu futuro. O jogador respondeu a algumas perguntas dos fãs nas redes sociais nesta segunda-feira. Ele evitou comentar sobre o São Paulo e explicou por que não acertou seu retorno ao Internacional, clube que o revelou aos 17 anos.

"Porque não era o momento de decidir naquele momento, e agradeço ao Inter pelo carinho. Sempre estará no meu coração. Mas quem sabe...", escreveu Pato, que afirmou que desde que rescindiu com o São Paulo, no dia 19 de agosto, está "sempre treinando, jogando tênis e olhando os jogos".

Alguns torcedores são-paulinos têm a esperança de que o jogador retorne para uma terceira passagem. Questionado por um desses fãs sobre se estaria esperando a saída de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, da presidência do clube, para voltar, o atacante foi evasivo. "Estou curtindo a minha família e esses momentos que nunca tive desde os 16 anos".

Pato, de 31 anos, também assegurou que não existe nenhum arrependimento em sua carreira. Ele foi do estrelado ao desemprego e não conseguiu, até agora, ser o protagonista que seu talento sugeriu quando despontou profissionalmente para o futebol.

"Arrependimentos? Nenhum! O que aconteceu no passado fica no passado, e ele tem me ajudado muito a ser feliz no presente. E o futuro Deus está cuidando", ressaltou o jogador, que contou que continua acompanhando os jogos do São Paulo.

Futuro na Itália?

O atacante está em baixa e por isso as propostas que chegam não são de times tão badalados. Questionado sobre a possibilidade de voltar ao Milan, por onde jogou de 2008 a 2013, ele disse: "Milan? Hummm! Mas quem sabe Itália..."

Além de Inter, Milan e São Paulo, o jogador teve um passagem frustrante pelo Corinthians e um período sem brilha no Chelsea e Villarreal. Antes do time tricolor, ele defendeu o Tianjin Tianhai, da China, por duas temporadas. A tendência é de que só volte a jogar em 2021.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.