Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Pato diz que na estreia com o São Paulo 'o mais importante era vencer'

Pela 1.ª vez sem marcar no jogo de apresentação a um time, atacante valoriza resultado na Copa do Brasil

Raphael Ramos , Agência Estado

13 de março de 2014 | 16h48

SÃO PAULO - No desembarque da delegação na tarde desta quinta-feira, depois de ter feito a sua estreia pelo São Paulo na noite anterior, com a vitória por 1 a 0 sobre o CSA em Maceió, Alexandre Pato foi o mais assediado pela torcida são-paulina presente no saguão do aeroporto de Cumbica. Apesar de não ter conseguido marcar gol no jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil, o atacante ressaltou que o "o mais importante era vencer".

Como não pode jogar no Paulistão, por ter estourado o limite de partidas defendendo o Corinthians, Pato ficou 1 mês só treinando no São Paulo, esperando a abertura da Copa do Brasil para fazer sua estreia. Assim, entrou como titular na noite de quarta-feira em Maceió, ajudando na vitória por 1 a 0 sobre o CSA - foi a primeira estreia da carreira dele, contando Inter, Milan, Corinthians e seleção brasileira, em que não conseguiu fazer gol.

"Fiz um gol, mas foi anulado (dominou a bola com o braço antes de chutar, o que fez o árbitro invalidar o lance). Mas o que eu queria mesmo era a vitória, não importa se com um gol meu ou não. O mais importante era vencer e nós conseguimos", disse Pato, que só voltará a jogar no dia 9 de abril, quando o São Paulo recebe o CSA no Morumbi. "Agora, nas próximas oportunidades que eu tiver, vou dar o meu máximo", completou o atacante.

Pato também comentou nesta quinta-feira sobre a parceria que começou a fazer com Luis Fabiano no ataque são-paulino. "Já trabalhei com ele na seleção e não vejo a hora de ter uma sequência ao lado de um jogador como o Luis Fabiano", afirmou o atacante, feliz pelo início do trabalho no novo clube.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCAlexandre Pato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.