Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Pato é aprovado nos exames médicos e assina por quatro anos com o Villarreal

Ex-atacante oficializou sua saída do Corinthians nesta terça-feira

Estadão Conteúdo

27 de julho de 2016 | 13h02

Um dia após a sua venda pelo Corinthians ao Villarreal ser oficializada, o atacante Alexandre Pato já se apresentou ao seu novo clube e realizou os exames médicos necessários para a assinatura do seu contrato. Aprovado, o jogador, de 26 anos, assinou um acordo por quatro temporadas com o time espanhol, que marcou a sua apresentação oficial para a próxima segunda-feira.

Satisfeito com o acerto, o Villarreal exaltou Pato no comunicado publicado no seu site oficial em que confirmou a transação. O clube classificou o atacante como craque e lembrou as passagens do brasileiro por times da Europa - ele se destacou com a camisa do Milan - e pela seleção para exaltá-lo.

"Rápido, dominante e com muita mobilidade em todo o setor do ataque, tem uma riqueza de recursos técnicos e capacidade para marcar gols tanto como para dar assistências. Além disso, deve adicionar ao clube a sua experiência no mais alto nível europeu e na seleção nacional", afirmou.

Corinthians e Villarreal não revelaram os detalhes financeiros da transação, mas o clube paulista, que era dono de 40% dos direitos econômicos do jogador, deverá receber 3 milhões de euros (cerca de R$ 10,8 milhões) para cedê-lo.

Pato tinha contrato com o Corinthians até o final deste ano e, caso não definisse um novo destino para a sua carreira neste período, poderia sair de graça para outro clube a partir de janeiro. Desta forma, o time paulista ao menos conseguiu reparar parte do prejuízo que contabilizou com o jogador, que chegou ao Parque São Jorge em janeiro de 2013 ao ser contratado junto ao Milan por R$ 40 milhões.

A saída de Pato também significará uma economia de cerca de R$ 4 milhões até o final de ano, pois ele tinha um salário de R$ 800 mil mensais. O jogador ainda não havia sido aproveitado pelo técnico Cristóvão Borges após retornar de empréstimo do Chelsea, onde foi pouco utilizado.

No Corinthians, Pato fez apenas 62 jogos e marcou 17 gols, sendo que a sua passagem pelo clube acabou sendo atrapalhada pelo erro em uma cobrança de um pênalti contra o Grêmio, nas quartas de final da Copa do Brasil de 2013. Na época, ele bateu com uma "cavadinha" e viu Dida, então goleiro do time gaúcho, defender com facilidade e eliminar os corintianos da competição.

No Villarreal, Pato tentará ajudar o time a se classificar para a fase de grupos da próxima Liga dos Campeões da Europa - após terminar a última edição do Campeonato Espanhol em quarto lugar, a equipe vai disputar os playoffs do torneio continental.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.