Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Pato e Berrío passam bem após pancadas em São Paulo x Flamengo

Em lances diferentes, jogadores sofreram traumas na cabeça e precisaram ser substituídos

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2019 | 20h22

O atacante Alexandre Pato precisou ser substituído ainda no primeiro tempo do empate entre São Paulo e Flamengo, por 1 a 1, no Morumbi, em jogo válido pela 3ª rodada do Brasileirão. O atacante acabou levando uma pancada do zagueiro Thuler nas costas e na nuca e foi substituído. Antes mesmo da partida acabar, acabou sendo encaminhado para um hospital na capital paulista para passar por uma tomografia e por uma ressonância magnética. Sentindo fortes dores, o são-paulino terá que usar um colar cervical nos próximos dias.

“Foi uma pancada de forte intensidade na região dorsal, que resultou na lesão de ligamento da vértebra e num primeiro momento nos preocupou. Não é nada muito sério, mas incomoda, limita. Ele terá que ficar com o colar por uns dias para lhe dar conforto. Paralelamente a isso já começa o tratamento”, disse o médico do São Paulo José Sanches em comunicado divulgado no site da equipe.

O São Paulo divulgou um vídeo em sua redes sociais, onde o jogador tranquiliza os torcedores. "Fala galera. Eu queria atráves desse vídeo tranquilizar vocês. Eu tive uma lesão de ligamento da vértebra, mas graças a Deus não foi nada tão sério. Infelizmente aconteceu o lance durante o jogo e vou ter que usar isso aqui (apontando para o colar cervical). Espero voltar o mais rápido possível. Eu queria dizer muito obrigado pelas mensagens de apoio e pelas as energias positivas. Vamos, São Paulo!", disse Pato em rápida mensagem.

Coordenador técnico do São Paulo, Vagner Mancini, comentou o lance após o jogo e disse que o defensor do Flamengo deveria ter sido expulso. "É lance de expulsão, não tem nem o que dizer. É um lance que o atleta chega um pouquinho atrasado, e por isso ele adianta o cotovelo para que o contato não fosse mais forte. O erro foi a não expulsão do zagueiro."

Autor do gol do rubro-negro no confronto, Berrío também teve que ser substituído na primeira etapa. Após choque com Walce, o atacante rubro-negro chegou a cair desacordado em campo. Em nota ainda no intervalo, o clube carioca disse que o colombiano "sofreu um trauma no queixo, fez o movimento de chicote na coluna cervical e perdeu a consciência por poucos segundos, retomando prontamente."

Apesar dos sustos, o jogador pôde acompanhar o restante da partida no banco de reservas após passar por exame e apresentar bons resultados. "O atleta Berrío respondeu positivamente ao exame clínico pós-jogo. A principio não há necessidade de realizar novos exames e segue normalmente com a delegação", se posicionou a comissão médica do Flamengo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Fernando Torres se despede do futebol no Japão em jogo contra Iniesta e Villa
  • Torcedores do PSG não querem mais Neymar em Paris
  • Merecido! Sampaio Basquete conquista o bicampeonato da LBF
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.