Montagem/Estadão
Montagem/Estadão

Pato e Gabriel Jesus querem quebrar jejum em clássicos

Jovens atacantes estão em boa fase em seus clubes

Ciro Campos e Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2015 | 07h00

Alexandre Pato e Gabriel Jesus, algumas das principais esperanças de seus times, passaram em branco nos clássicos que disputaram em 2015. 

O são-paulino tem 24 gols no ano e esteve em campo nos dois maiores vexames do São Paulo na temporada, justamente as duas pesadas derrotas para o Palmeiras. Se marcar hoje, poderá amenizar essa frustração e reforçar os pedidos por sua convocação para a seleção brasileira. O último gol dele em clássicos foi em agosto do ano passado, contra o Santos.

Aos 26 anos, vive a melhor temporada da carreira e cresceu muito sob o comando de Osorio, grande entusiasta do futebol de Pato. “Alexandre vive grande fase e é um dos melhores na sua posição, aberto pela esquerda”, disse o colombiano. 

O desfalque de Luis Fabiano faz Pato se transformar na principal esperança de gols do time.

Gabriel Jesus não tem sido brilhante, mas mostra efetividade e regularidade nos últimos jogos. Ele fez um gol contra o Fluminense, deu uma assistência na partida diante do Grêmio e acertou o travessão contra o Internacional, pela Copa do Brasil. Tem mostrado bom entrosamento com Lucas Barrios e virou titular absoluto. Em 23 jogos pelo Palmeiras, já fez seis gols, nenhum deles em um clássico. 

O treinador Marcelo Oliveira tem elogiado sua dedicação tática. “Qual é o jogador que ataca, cria boas jogadas e ainda corre atrás do lateral? Ele está evoluindo bastante”. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.