Jefferson Bernardes/VIPCOMM
Jefferson Bernardes/VIPCOMM

Pato não volta com time e Corinthians reforça segurança

O atacante sequer foi para o hotel onde estava hospedada a equipe na capital do Rio Grande do Sul

Fábio Hecico, Agência Estado

24 de outubro de 2013 | 13h21

SÃO PAULO - Depois de errar o pênalti que definiu a eliminação do Corinthians na Copa do Brasil, diante do Grêmio, Alexandre Pato não volta com a delegação alvinegra de Porto Alegre. O jogador sequer foi para o hotel onde estava hospedada a equipe na capital do Rio Grande do Sul, na noite de quarta-feira. O atacante, de fortes laços com Porto Alegre, onde começou a carreira, vai permanecer no Sul para participar de uma audiência nesta quinta-feira. A estadia dele por mais um dia na capital gaúcha já estava decidida antes mesmo de Pato bater de forma displicente o último pênalti do confronto, praticamente recuando a bola para o goleiro Dida.

Apesar da ausência de Pato no hotel da delegação na madrugada, muitos torcedores alvinegros foram até lá para protestar. "Foi complicado até a volta para o hotel em Porto Alegre porque os torcedores que só tinham voo para hoje (quinta) foram lá e gritaram muitas palavras de ordem. Mas a Polícia Militar não deixou eles se aproximarem", contou o coronel Dutra, chefe da segurança do Corinthians.   Dutra está precavido em caso de protestos na chegada da delegação a São Paulo, nesta tarde, em Congonhas. "A gente nunca sabe como vai ser a chegada. Pedi o reforço da PM e vou usar todos meus homens para que não haja confusão e muvuca", avisa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.