Pato revela comemoração planejada no escudo do clube

Alexandre Pato marca o primeiro gol contra o Vitória, corre para o grande escudo do São Paulo localizado ao lado do campo no Morumbi e despenca em um abraço simbólico, levando a torcida à loucura. O roteiro da comemoração no domingo passado, que ganhou as fotos dos jornais e sites, teve um empurrãozinho da assessoria de imprensa, revelou nesta terça-feira o jogador.

FERNANDO FARO, Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 18h45

Perguntado na entrevista coletiva se a ideia de comemoração tinha sido sua, Pato entregou o jogo e disse que recebeu um incentivo de fora para externar o que chamou de "carinho pelo clube". "Teve ajuda, sim. Ele (assessor de imprensa) me aconselhou a ir para o símbolo, mas eu queria arrumar alguma forma de demonstrar meu carinho pela torcida. Tinha pensado em duas coisas: correr para o símbolo ou então para as arquibancadas, mas ia demorar muito para passar por todo o estádio", explicou.

Segundo a assessoria de imprensa do clube, Pato já havia perguntado sobre a possibilidade de comemorar no escudo localizado no gramado do Morumbi, mas tinha receio de levar cartão amarelo. Os assessores sanaram a dúvida e disseram que ele poderia fazer o que havia pensado.

Pato vem tentando criar uma identificação com a torcida do São Paulo, com quem ainda tem uma relação de amor e ódio. O jogador admite que busca cativar o torcedor, mas sabe que o esforço é dele. "Minha identificação vai depender só de mim. Eles devem esperar coisas boas de mim e é isso que estou buscando a cada jogo e treino para que eu possa levar o São Paulo ao lugar em que ele sempre esteve", disse o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCPato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.