Washington Alves|Light Press
Washington Alves|Light Press

Patrocinador reclama de 'negligência' e rompe com o Cruzeiro

Supermercados BH alega problemas com marketing do clube

Estadão Conteúdo

25 Janeiro 2016 | 16h27

Ao acertar com a Caixa para receber R$ 12,5 milhões por ano, o Cruzeiro perdeu o seu antigo patrocinador master. A rede Supermercados BH anunciou nesta segunda-feira que está encerrando a parceria com o clube mineiro e reclamou de "negligência" por parte do departamento de marketing do Cruzeiro.

"O motivo do encerramento da parceria se deu por desalinhos comerciais e negligência por parte do departamento comercial/marketing. Deixamos claro que durante os anos de relacionamento com o Cruzeiro, a nossa principal motivação foi impulsionar o time de grande história alicerçada por uma gestão mais comprometida com todos nós na nação celeste, investidores e torcedores. Aos cruzeirenses, nosso respeito e consideração, sempre! À diretoria do Cruzeiro e gestores envolvidos, reiteramos nossa insatisfação", escreveu a rede, em comunicado.

A ideia da diretoria do Cruzeiro era que, com a Caixa ocupando os espaços mais valorizados do uniforme (peito e costas), a marca do Supermercados BH fosse deslocada para a barra das costas da camisa. A rede não aceitou.

Após a polêmica, o Cruzeiro se pronunciou, agradecendo "à rede de Supermercados BH pela parceria de longos anos, que possibilitaram diversos contratos de patrocínio na área do futebol". O clube diz que "continuará aberto a futuras parcerias com os Supermercados BH, mantendo os laços de cooperação e respeito que sempre existiram entre as partes".

Também nesta segunda-feira o Cruzeiro anunciou a rede de hotéis Super 8 como patrocinadora, num contrato de três anos. A empresa vai estampar sua marca no calção do uniforme, num espaço comercial que antes tinha a 99Taxi.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
CruzeiroFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.