Paulão diz não ter companheiro preferido no Cruzeiro

O Cruzeiro já disputou cinco partidas no Campeonato Mineiro e apenas um zagueiro participou de todas elas: Paulão. Ele teve a companhia de Bruno Rodrigo em três partidas e também jogou ao lado de Thiago Carvalho e Nirley. Ao comentar a dupla formada com Nirley na vitória por 3 a 2 sobre o Araxá, no último domingo, o jogador garantiu não ter um companheiro preferido para o setor ofensivo.

AE, Agência Estado

11 de março de 2013 | 16h25

"Bom. Como foi com o Thiago (Carvalho), foi com o Nirley, e vai ser se o Bruno (Rodrigo) voltar, se for a opção do treinador. Jogar ali atrás nunca é fácil. São bolas aéreas o tempo todo, que podem definir o jogo, são jogadores velozes ali na frente. A melhor maneira é você se dedicar ao máximo, cortar as bolas que chegam e ter qualidade no passe para sair. Com o Nirley ou com o Thiago, não há diferença. As dificuldades vão existir sempre, porque do outro lado sempre tem jogadores de qualidade. A melhor maneira é você se dedicar ao máximo e fazer aquilo que o treinador pede", disse.

No último domingo, Paulão foi importante para a vitória do Cruzeiro sobre o Araxá ao marcar o primeiro gol da equipe. "Com certeza, é bom marcar gol. Mas o mais importante é ajudar o Cruzeiro. É um gol que nos ajudou a sair de campo com o resultado futebol, precisávamos da virada, precisávamos de todo o empenho, e, Graças a Deus, consegui fazer o gol. O importante é ver a torcida feliz", comemorou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.