Federico Anfitti/EFE
Federico Anfitti/EFE

Paulinho confirma proposta e admite interesse em jogar pelo Barcelona

'Óbvio que fico pensando. Afinal de contas, estamos falando de um dos melhores times do mundo', disse o volante

O Estado de S.Paulo

08 de julho de 2017 | 14h33

O voltante Paulinho, do Guangzhou Evergrande, admitiu ter recebido proposta do Barcelona para deixar o clube chinês. Em entrevista ao programa "Os Donos da Bola", da TV Bandeirantes, o atleta revelou que pensa em voltar a jogar na Europa, mas momento na China é bom e que precisa analisar a situação com calma.

"[Quando] aparece uma proposta de um clube como o Barcelona, acho que você tem que pensar em tudo, tem que colocar na balança todas as coisas", explicou Paulinho. "É claro que não vou ser hipócrita de falar assim 'pô, não fico pensando'. Óbvio que fico pensando. Afinal de contas, estamos falando de um dos melhores times do mundo, com grandes craques."

"Houve uma proposta do Barcelona e ainda não chegaram a um acordo, mas as conversas continuam com o meu empresário", acrescentou. Segundo Paulinho, o Barcelona teria feito uma oferta de 20 milhões de euros (aproximadamente R$ 75 milhões) a seu representante, mas o clube chinês teria recusado a proposta. De acordo com o próprio atleta, o valor da sua multa rescisória com o Guangzhou Evergrande é de 40 milhões de euros (cerca de R$ 150 milhões).

Apesar do bom momento que vive na China, Paulinho gostou do que ouviu sobre os termos do projeto apresentado pelo Barcelona. "Da minha parte, estava satisfeito com as condições. São muito boas. Não tenho nenhuma razão para mentir e nem esconder. É ainda mais do que eu e meu agente esperávamos."

Paulinho ganhou destaque defendendo a camisa do Corinthians, equipe a qual conquistou o Campeonato Brasileiro de 2011 e a Libertadores e o Mundial de Clubes no ano seguinte. Em 2013, foi vendido para o Tottenham, da Inglaterra e, mesmo não apresentando o futebol que o fez sair do Brasil, foi convocado para a Copa do Mundo de 2014 pelo técnico Luiz Felipe Scolari, com quem trabalha no Guangzhou Evergrande. Após a chegada de Tite à Seleção Brasileira, reencontrou sua boa base e voltou a ganhar reconhecimento internacional.

"Hoje eu estou num momento maravilhoso da minha carreira, da minha vida. Então acho que quando você está num momento como esse, se tiver que acontecer, vai acontecer naturalmente", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.