Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Paulinho, do Corinthians, passa por cirurgia no joelho, mas não tem prazo para voltar a jogar

Volante se contundiu no dia 1º de maio, mas testou positivo para a covid-19 e precisou esperar para realizar procedimento cirúrgico

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2022 | 14h36

Paulinho, do Corinthians, foi submetido a uma cirurgia nesta quarta-feira, no Hospital São Luiz, em São Paulo, duas semanas após sofrer grave lesão no joelho esquerdo. O procedimento realizado no meio-campista foi bem-sucedido, informou o clube. O veterano não tem prazo certo para retornar aos gramados.

"O procedimento foi bem-sucedido e, na próxima segunda (dia 23), o Paulinho inicia a fisioterapia no CT do Corinthians", afirmou o médico Joaquim Grava, responsável pela operação.

Paulinho foi submetido a uma operação para recuperar o ligamento cruzando anterior do joelho esquerdo. Ele sofreu a lesão na vitória do Corinthians sobre o Fortaleza, na Neo Química Arena, no dia 1º de maio, pela quarta rodada do Brasileirão. O intervalo de mais de duas semanas entre o dia da lesão e a cirurgia se deve ao teste positivo do jogador para a covid-19. Ele precisou apresentar teste negativo para poder realizar a operação.

Embora não tenha previsão exata para retornar aos gramados, Paulinho só deve voltar ao time do Corinthians no início de 2023. O jogador de 33 anos, que soma 20 jogos e quatro gols nesta nova passagem, tem contrato com o clube paulista até o fim da próxima temporada.

Após empatar por 1 a 1 com o Boca Juniors, na noite de terça, o Corinthians já voltou aos treinos nesta quarta. A equipe treinou na Villa Olímpica, CT do Vélez Sarsfield, em Buenos Aires, de olho no clássico com o São Paulo, em casa, em rodada do Brasileirão. Os jogadores que estiveram em campo por mais de 45 minutos ficaram no hotel para trabalho regenerativo. Os demais atletas seguiram atividade de posse de bola em campo reduzido, sob o comando do técnico Vítor Pereira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.