Raul Martinez/EFE
Raul Martinez/EFE

Paulinho vê concentração como fator decisivo para goleada do Brasil

'Essa seleção tem muito a crescer também', diz volante da seleção

Ciro Campos, enviado especial a Montevidéu, Estadao Conteudo

23 de março de 2017 | 23h46

O volante Paulinho foi o grande nome da goleada do Brasil por 4 a 1 sobre o Uruguai, em Montevidéu, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Pelos três gols que marcou, mas também pela excelente partida que fez, ajudando na marcação e também na construção de jogadas. O volante definiu a noite de artilheiro como circunstancial e disse que o mais importante foi a seleção ter tido tranquilidade depois que o adversário abriu o placar.

"Nunca passou (por sua cabeça, marcar três gols), mas como a gente fala. Estamos trabalhando todos os dias e nada é por acaso", afirmou o ex-corintiano. "Agradeço a Deus pelo momento que estou vivendo, pela ajuda dos companheiros, que foi importante, e conseguimos uma vitória importantíssima."

Paulinho, que com os três marcados nesta quinta chegou aos nove gols em 38 jogos pela seleção brasileira, ressaltou o poder de concentração da equipe. "Sabíamos da dificuldade que iríamos enfrentar. Saímos atrás, mas tivemos concentração, cabeça tranquila para ir atrás do resultado. Com grandes atuações, essa seleção tem muito a crescer também", garantiu.

A liberdade que está tendo para chegar à área adversária certamente contribuiu para que fizesse os três gols. Paulinho, porém, alerta que não é sempre que isso irá acontecer. "Depende muito da partida. Vimos que a seleção uruguaia ia nos pressionar no início e ficamos um pouco mais (ele e Renato Augusto). Mas exercemos a nossa função, como sempre exercemos. O mais importante é que tivemos uma grande atuação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.