Paulista bate Marília e conquista primeiros pontos no Paulistão

Gol de Bruno Ribeiro da sobrevida ao técnico Marcus Vinicius, que prometeu se demitir caso perdesse

27 de janeiro de 2008 | 13h14

O Paulista, enfim, conquistou seus primeiros pontos no Campeonato Paulista. O time tricolor bateu o Marília, por 1 a 0, na manhã deste domingo, no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí, pela quarta rodada da competição.Veja também: Classificação Últimos resultados / Próximos jogosA vitória dá uma sobrevida ao técnico Marcus Vinicius, que havia prometido entregar o cargo em caso de uma nova derrota. Apesar do resultado, os donos da casa seguem na zona de rebaixamento, com três pontos. Já os visitantes continuam próximos ao G4, com seis.  Paulista 1 Adinam; Devas, Dema e Diego Padilha; Bruno Ribeiro, Réver (Jhonny), Jairo, Ricardinho e Eduardo     (Marco Aurélio); Marcelo Toscano e Neto Baiano     (Júlio César) Técnico: Marcus Vinicius  Marília 0 Mauro; Júlio César, Gum, Vinicius     e Romeu (Bruno Farias); João Marcos    , Geandro     (Cleiton Cearense), Rafael Fefo e Camilo; Alison (Carlos André) e Wellington Silva    Técnico: Jorge Rauli Gols: Bruno Ribeiro, aos cinco minutos do primeiro tempoÁrbitro: Rodrigo BraghettoRenda e Público: Não disponíveisEstádio: Jayme Cintra, em Jundiaí (SP) Com uma postura diferente dos jogos anteriores, o time jundiaiense marcou a saída de bola o tempo todo e neutralizou a criação adversária. Tanto que logo aos cinco minutos, marcou. O atacante Neto Baiano fez belo lançamento para o ala-direito Bruno Ribeiro. Este dominou e bateu cruzado, no canto esquerdo do goleiro Mauro. Depois disso, as duas equipes se alternaram no ataque, mas quem chegou mais perto de marcar foi o time da casa.Na próxima quinta-feira, às 19h30, o Paulista volta a campo para enfrentar o Guaratinguetá, no Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá. Enquanto isso, o Marília jogará contra Guarani, na quarta-feira, às 19h30, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

Tudo o que sabemos sobre:
PaulistaMaríliaPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.