Bruno Domingos/Reuters
Bruno Domingos/Reuters

Paulista de Jundiaí rifa medalha do título da Copa do Brasil para pagar as contas

Em grave crise financeira, clube que disputa a última divisão estadual se desfaz de prêmio para ter mais recursos

Redação, Estadão Conteúdo

12 de maio de 2020 | 14h34

O Paulista, de Jundiaí, 15 anos após o histórico título da Copa do Brasil precisou rifar uma das medalhas ganhas para pagar as contas, uma vez que não tem feito receita por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A rifa começou no último sábado e conta com 100 números a R$ 10. O time do interior de São Paulo ainda não divulgou o nome do vencedor.

Em junho de 2005, o Paulista fez história ao vencer o Fluminense por 2 a 0, em Jundiaí, e segurar o 0 a 0 no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, para dar a sonhada volta olímpica na Copa do Brasil. Antes, já havia eliminado Juventude, Botafogo, Internacional, Figueirense e Cruzeiro.

Desde então, o Paulista caiu de produção. A última presença no Campeonato Paulista foi em 2014. No ano passado, o clube de Jundiaí esteve na Segunda Divisão do Campeonato Paulista (equivalente à quarta divisão estadual), quando foi campeão e subiu para a Série A3.

Até a parada da competição por conta da pandemia do novo coronavírus, o Paulista amargava a lanterna com sete pontos, cinco a menos do que o primeiro adversário fora da zona do descenso. Restam mais quatro rodadas para o término da competição estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.