Paulista sonha com o título da Série B

A cidade de Jundiaí está orgulhosa do Paulista, o seu time de coração, chamado carinhosamente de Galo do Japi. E sua diretoria está arquitetando um plano para tirar proveito deste momento positivo vivido pelo clube após a conquista do vice-título estadual. A grande esperança é mesmo o acordo pré-estabelecido com o PSV da Holanda, que pode assumir o controle do futebol do clube. Mas o presidente Eduardo Palhares acha que "é a hora boa para impulsionar o clube para que se fortaleça e no futuro possa lutar em iguais condições com todos seus adversários". Ele reconhece até a superioridade do São Caetano, mas também não se intimida em dizer que o Paulista tem condições de lutar pelo título do Campeonato Brasileiro da Série B. A esperança é que também a torcida e as empresas locais participem mais ativamente das ações do clube. Com relação ao acordo com o clube holandês, Palhares evita comentar. "Vamos assinar um contrato no dia 30. Depois vamos estabelecer as metas para o futuro, que acho muito promissor." No domingo à noite, a delegação foi recebida com festa na entrada da cidade. Uma carreata acompanhou o ônibus até o estádio Jaime Cintra, o que emocionou alguns jogadores. "Confesso que chorei após o jogo e também no momento que a torcida gritou meu nome na chegada. Foi de arrepiar", comentou o lateral-esquerdo Galego.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.