Paulista vence o River e segue com chances na Libertadores

O Paulista escreveu mais uma página na sua história ao vencer o River Plate, por 2 a 1, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí. Esta foi a sua primeira vitória dentro da Taça Libertadores da América e também seu primeiro triunfo internacional. Apoiado por quase 10 mil torcedores, o Paulista reacendeu a esperança de chegar às oitavas-de-final.Se não deu para descontar o placar do duelo de Buenos Aires, vencido pelos argentinos por 4 a 1, a vitória, conquistada mais na raça do que na técnica, colocou o time brasileiro na terceira posição do Grupo 8, com cinco pontos, um a menos do que o adversário. O líder é o Libertad, do Paraguai, com oito pontos, enquanto o El Nacional, do Equador, tem dois pontos, após quatro rodadas. Cada time ainda fará dois jogos e apenas os dois primeiros colocados seguirão adiante.O jogo começou bastante movimentado e com menos de 20 minutos já tinham saído três gols. Todos com notória participação da controvertida bola utilizada na competição - da Nike. Combatida por ser leve e por ganhar velocidade exagerada, ela fez a diferença. Assim, aos sete minutos, Amaral resolveu arriscar o chute de fora da área, a bola pegou efeito e caiu por cima do goleiro Lux, dando impressão de falha.O goleiro argentino também ajudou no segundo gol da equipe paulista ao titubear no cruzamento com curva de Lucas, que tinha endereço certo: a cabeça de Jaílson, ampliando aos 17 minutos. Dois minutos depois foi a vez de Rafael ser traído pelo efeito da bola. Patiño roubou a bola deGlaydson e arriscou o chute de "três dedos". O goleiro brasileiro caiu para o lado direito, mas abola, em curva, entrou do lado esquerdo. "Precisamos melhorar a marcação para armar mais as jogadas na frente", avaliou o técnico do Paulista, Vágner Mancini, no intervalo da partida.Após o descanso, o River Plate voltou valorizando mais a posse de bola, com o técnico Daniel Passarella fazendo trocas para deixar o time mais ofensivo. O Paulista, muito recuado, não conseguia ligar os contra-ataques, com Vágner Mancini trocando para se defender. As melhores chances saíram no final do jogo. Aos 35 minutos, Jean Carlo penetrou na área e se assustou com o goleiro Lux. Aos 39 minutos, Oberman foi travado por Rever logo após o chute frontal. O próximo jogo do Paulista será contra o Libertad, na próxima quarta-feira (12), em Assunção, no Paraguai, às 19h30. No mesmo dia, o River jogará contra o Nacional, em Quito. No domingo, o Paulista se despedirá do Campeonato Paulista diante do Corinthians, no Pacaembu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.