José Luis da Conceição/AE
José Luis da Conceição/AE

Paulistão: Santos ganha de virada do Palmeiras na semifinal

Com gol de Neymar no começo do 2.ª tempo, time alvinegro faz 2 a 1 e agora joga por um empate na capital

André Rigue, estadao.com.br

11 de abril de 2009 | 20h00

SÃO PAULO - Em jogo quente, o Santos fez prevalecer o mando de campo e derrotou o Palmeiras na tarde deste sábado por 2 a 1, de virada, na Vila Belmiro, pela primeira semifinal do Campeonato Paulista. Com o resultado, o time alvinegro agora joga por um empate no duelo de volta, no dia 18, no Palestra Itália.

No duelo deste sábado, o técnico Vágner Mancini teve problemas na escalação santista, uma vez que não pôde contar com três jogadores: Luizinho, Fabiano Eller e Domingos, todos suspensos. O irregular Astorga teve de ir para a zaga. Já Vanderlei Luxemburgo surpreendeu ao colocar o atacante Ortigoza no lugar de Willians, na tentativa de dar mais força ofensiva.

Veja também:

linkFábio Costa: 'Poucos vibram como o Santos'

link

Mancini diz que 'ainda falta muito' para a vaga

linkLuxemburgo manda recado: 'Ainda não acabou'

linkNeymar sente dor, mas não preocupa médico

video TV Estadão: Assista aos gols do clássico

 forum VOTE: qual será a final do Paulistão? 

som Ouça os gols na Eldorado/ESPN: 

Santos 0x1 |

 

Santos 1x1Santos 2x1

tabela Campeonato Paulista - Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Os times começaram a partida num ritmo eletrizante e o placar foi inaugurado logo aos 8 minutos do primeiro tempo. Diego Souza puxou contra-ataque e deu passe para Cleiton Xavier. O meia viu Keirrison bem colocado na área e fez o lançamento. Na primeira chance, o atacante bateu e Fábio Costa pegou. No rebote, Keirrison colocou de cabeça para o fundo das redes.

 
  Keirrison marca na Vila (clique e veja a galeria)
 LANCES DA PARTIDA
 8’/1.ºT - GOL (0x1) - Após receber passe, Keirrison chuta e Fábio Costa defende; no rebote, ele cabeceia para o gol
 18’/1.ºT - GOL (1x1) - Escanteio cobrado, a zaga do Palmeiras falha e bola sobra para Kléber Pereira livre no miolo da grande área: ele em tempo para dominar e bater no contrapé do goleiro Marcos
 36’/1.ºT - NA TRAVE - Cobrança de falta de Cleiton Xavier e Keirrison sobe com liberdade dentro da área e cabeceia a bla na trave esquerda de Fábio Costa
 1’/2.ºT - GOL (2x1) - Neymar recebe na entrada da área, gira sobre Maurício Ramos e bate no canto direito de Marcos
 30’/2.ºT - KEIRRISON - Atacante recebe na entrada da área e bate para o gol, fraco; Lenny aparecia livre pelo lado esquerdo, mas o K9 não fez o passe
 36’/2.ºT - MARCOS - Robson recebe passe dentro da área e solta a bomba: goleiro do Palmeiras se estica e evita o gol santista
Mas a festa verde durou pouco. O gol de empate santista aconteceu aos 18 minutos. Triguinho cobrou escanteio. A zaga do Palmeiras falhou e a bola foi para o miolo da grande área. Livre, Kléber Pereira teve tempo de dominar e bater cruzado no contrapé de Marcos. O gol incendiou ainda mais a Vila Belmiro, que viu um jogo altamente ofensivo.

O jovem atacante Neymar e o lateral Pará foram os melhores jogadores do Santos na etapa inicial. Eles criaram e desperdiçaram as principais chances para a virada. Pelo Palmeiras, Keirrison no ataque se mostrou muito oportunista. Além do gol, ele acertou uma bola na trave aos 36 minutos após cabecear em cobrança de falta de Cleyton Xavier.

SEGUNDO TEMPO

  Se o primeiro tempo foi quente, a etapa final foi ainda melhor. Luxemburgo colocou Marquinhos e Sandro Silva nas vagas de Ortigoza e Edmílson. Mas quem brilhou foi Neymar. Logo no primeiro minuto, o atacante recebeu na entrada da área, girou sobre Maurício Ramos e chutou no cantinho direito de Marcos - um belo gol.

O Palmeiras teve a chance de dar a resposta cinco minutos depois. Marquinhos foi lançado, ganhou da marcação de Pará e ficou na cara do gol. Fábio Costa saiu e fez a defesa - o goleiro santista fez uma bela partida e passou a segurança que os zagueiros Fabão e Astorga não souberam demonstrar.

Os dois times ficaram no ataque até os 21 minutos, quando Neymar, machucado, teve de sair para a entrada de Germano. Luxemburgo aproveitou para abrir o Palmeiras ao tirar Fabinho Capixaba e colocar Lenny. O panorama do jogo mudou. O time alviverde passou a ter o maior controle de bola, enquanto o time alvinegro se concentrou nos contra-ataques.

O lance decisivo do jogo aconteceu aos 42 minutos. Em cruzamento na boca do gol, Keirrison cabeceou e Fábio Costa defendeu. A bola aérea do Palmeiras foi pouco explorada ao longo do duelo, para sorte do time alvinegro, cuja zaga se mostrou problemática nesse setor.

CALENDÁRIO

Agora, as equipes voltam a jogar no dia 18, às 18h10, para decidir o finalista - a outra partida é entre São Paulo e Corinthians. Para o duelo no Palestra Itália, o Palmeiras não terá Cleiton Xavier, Marquinhos e Sandro Silva, todos suspensos. O Santos, também por motivo de cartão amarelo, fica sem Rodrigo Souto.

 SANTOS

2

 PALMEIRAS

1

 Fábio Costa; Pará    , Astorga    , Fabão     e Triguinho; Rodrigo Souto    , Roberto Brum, Madson (Roni    ) e Paulo Henrique Lima (Robson    ); Kléber Pereira e Neymar (Germano). Técnico: Vagner Mancini Marcos; Fabinho Capixaba (Lenny), Maurício Ramos, Danilo e Armero; Edmílson (Sandro Silva    ), Pierre    , Cleiton Xavier     e Diego Souza; Ortigoza     (Marquinhos    ) e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
 Gols: Keirrison, aos 8, e Kléber Pereira, aos 18 minutos do primeiro tempo; Neymar, a 1 minuto do segundo tempo; Árbitro: Wilson Luiz Seneme; Renda: R$ 561.350,00; Público: 17.773 pagantes; Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.