Alex Silva/Estadão - 21/01/2014
Alex Silva/Estadão - 21/01/2014

Paulistão tem público inferior a mil torcedores em 23% dos jogos

Média de torcedores do campeonato até a 10ª rodada cai em relação às edições anteriores

Diego Salgado, O Estado de S. Paulo

26 de fevereiro de 2014 | 18h21

SÃO PAULO - Após dez rodadas, o Paulistão apresenta queda na média de público em relação às edições anteriores. Neste ano, 4.695 espectadores, em média, compareceram às partidas, contra 5.743 no Estadual de 2013 e ainda 5.201 torcedores em 2012. Além disso, 23% das partidas do Paulistão deste ano tiveram público inferior a mil torcedores.

No total, nove dos 20 times já jogaram sob essas condições como mandante. Oeste, Audax e Mogi Mirim, por exemplo, viram o estádio vazio em quatro oportunidades. Já o Paulista de Jundiaí jogou dessa forma três vezes. Penapolense (2), Atlético Sorocaba (2), Rio Claro (2), Portuguesa (1) e Ituano (1) também não escaparam dos estádios às moscas.

O pior público do campeonato, no entanto, foi resgistrado no jogo do Oeste contra o Ituano, válido pela sétima rodada. Na ocasião, 32 torcedores assistiram à derrota do time da casa por 2 a 1, em Catanduva. A renda desta partida foi de apenas R$ 767. O time ainda é responsável por duas partidas com baixa presença do torcedor: 205 no jogo diante do Comercial e 231 no confronto com o Linense.

O Oeste, no entanto, conseguiu melhorar sua média após a partida disnte do Corinthians, quando mais de 22 mil torcedores compareceram ao Estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto. A equipe não pôde utilizar o seu estádio, em Itapólis, porque o local foi interditado por falta de laudo do Corpo de Bombeiros. Mesmo assim, o número só aumentou graças à presença dos corintianos.

O maior público do Paulistão deu-se no clássico entre Palmeiras e São Paulo, no Pacaembu, quando o time de Valdivia beteu o rival comandado por Rogério Ceni por 2 a 0. O jogo foi acompanhado por 23.694 espectadores.

QUEDA

O Corinthians lidera o ranking da média de público deste Estadual mesmo sofrendo seguidas derrotas no começo da disputa. O time tem média de 13,6 mil torcedores por partida como mandante. No ano passado, esse número era superior a 22 mil. O São Paulo, quarto colocado no ranking até a 10ª rodada, também apresentou queda em relação ao torneio de 2013, passando de 14,5 mil para 8,9 mil de média por jogo. O Palmeiras, por sua vez, leva mais torcedores ao estádio neste ano: de 7,9 mil de 2013 para 12,9 mil, em média.

A surpresa deste ano é o São Bernardo, que tem média de 9,4 mil espectadores por apresentação. A taxa de ocupação no Estádio Primeiro de Maio é a melhor do campeonato: 71% - contra 42% do Corinthians, segundo colocado. O Audax apresenta a pior média do torneio, com apenas 962 pessoas por confronto.

RENDA

A média de renda do Paulistão é de R$ 132,6 mil por jogo, de modo que o valor médio do ingresso é de quase R$ 29. A maior arredação ocorreu no clássico Corinthians e Palmeiras: R$ 668.600,00. Na segunda colocação está a partida disputada no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, no último domingo, para Botafogo e Palmeiras. A renda total foi de R$ 625,4 mil.

PÚBLICO DECEPCIONANTE

Oeste 1 x 2 Ituano: 32 torcedores

Oeste 1 x 1 Comercial: 205

Oeste 0 x 1 Linense: 213

Atlético Sorocaba 1 x 1 Oeste: 621

Mogi Mirim 0 x 1 Ituano: 639

Audax 0 x 0 Rio Claro: 660

Paulista 2 x 3 Atlético Sorocaba: 681

Penapolense 1 x 0 São Bernardo: 699

Audax 1 x 0 Oeste: 708

Ituano 0 x 0 Portuguesa: 783

Mogi 3 x 3 Atlético Sorocaba: 829

Paulista 2 x 3 Ituano: 830

Rio Claro 0 x 1 Penapolense: 842

Atlético Sorocaba 1 x 0 Ponte Preta: 874

Mogi Mirim 3 x 1 Audax: 879

Penapolense 2 x 1 Mogi Mirim: 880

Oeste 1 x 0 Penapolense: 883

Audax 1 x 0 Bragantino: 890

Mogi Mirim 1 x 1 XV de Piracicaba: 910

Portuguesa 1 x 2 Botafogo: 919

Paulista 1 x 2 Penapolense: 948

Audax 4 x 2 Portuguesa: 952

Rio Claro 1 x 1 Ituano: 974

MÉDIA DE PÚBLICO DO PAULISTÃO

1.º Corinthians: 13.600 espectadores

2.º Palmeiras: 12.923

3.º São Bernardo: 9.477

4.º São Paulo: 8.899

5.º Santos: 6.629

6.º Botafogo-SP: 6.481

7.º Oeste: 4.676

8.º XV de Piracicaba: 4.243

9.º Ponte Preta: 3.770

10.º Atlético Sorocaba: 3.449

11.º Comercial: 3.069

12.º Portuguesa: 2.895

13.º Bragantino: 2.605

14.º Linense: 2.592

15.º Penapolense: 2.005

16.º Ituano: 1.360

17.º Mogi Mirim: 1.250

18.º Rio Claro: 1.126

19.º Paulista: 1.034

20.º Audax-SP: 962

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.