Paulistas buscam vaga no Brasileiro

A 22ª rodada da fase de classificação do Campeonato Brasileiro tem significado especial para Palmeiras, Ponte Preta, Santos e Portuguesa. O quarteto ainda briga para ficar entre os oito melhores do torneio, mas para tanto devem riscar a palavra "derrota" de seu vocabulário. Já o Guarani precisa fazer sua parte e ainda contar com alguns tropeços de outros concorrentes. O Corinthians ficou com 1% de possibilidade, depois de perder para o Vasco (1 a 0), no meio da semana, e não lhe resta alternativas senão a de vencer os cinco jogos restantes, torcer por muitos resultados ruins dos rivais e, de quebra, uma forcinha de São Jorge.O Palmeiras, teoricamente, é o que está em melhor situação desse bloco de paulistas. Com 35 pontos e 11 vitórias, depende só de suas próprias pernas. Mas essa perspectiva muda de figura na prática. A equipe, agora sob o comando de Márcio Araújo, está em queda livre e perdeu os últimos quatro jogos. Pior do que isso, ficou sem o apoio da torcida. Muitos jogadores que despontaram como destaques, no início da competição, passaram rapidamente de heróis a vilões. O caso mais expressivo é o de Lopes, que deve ficar no banco de reservas, na partida deste domingo contra o Grêmio, em Porto Alegre.A Ponte também tem 35 pontos, mas duas vitórias a menos do que o Palmeiras. A equipe de Campinas coloca sua força à prova na partida contra o Goiás (30 pontos), no Serra Dourada. A esperança da Ponte é o centroavante Washington, 17 gols - os três mais recentes no empate de 3 a 3 com o Botafogo-SP- e líder da artilharia.O Santos vem logo atrás, com 32 pontos, e derrapou com o empate de 0 a 0 com a Portuguesa, quinta-feira à noite, no Canindé. A chance de recuperação vem no clássico com o Cruzeiro, na Vila Belmiro. A equipe do técnico Cabralzinho precisa superar a ansiedade, "inimiga" constante que atua diante de sua torcida, exigente e impaciente. Os mineiros, com 26 pontos, se contentam com a possibilidade de ficar um pouco mais distante do descenso.A Lusa tem 30 pontos e o eterno dilema: como deixar de ser um clube que ensaia grandes arrancadas, mas falha na hora da definição? A missão de hoje é a de passar pelo Flamengo, no Maracanã. O empate já pode ser considerado desastroso para o time de Candinho. Os cariocas, com 23, procuram fugir definitivamente do fantasma do rebaixamento.O Guarani, com 29 pontos, se agarra às reviravoltas do futebol. A goleada de 5 a 0 diante do Gama, na quarta-feira, derrubou os planos de grandeza do cartola Neto e do técnico Zé Mário. Por isso, não há meio-termo: só a vitória vale, na partida com o América-MG, no Brinco de Ouro. A equipe mineira está na 25.ª colocação e a um passo de voltar para a Série B.O Corinthians jogou a toalha, depois da queda no Rio. Mas, com 27 pontos, ainda lhe resta mínima chance. Se ganhar do São Caetano, à tarde, no Pacaembu, fica no lucro, já que superou os clássicos contra Santos, Palmeiras e Lusa. É um consolo, principalmente porque o "Azulão" tem 44 pontos, está classificado e é um dos favoritos ao título.Veja os jogos deste domingo: Flamengo x LusaCorinthians x S. CaetanoGrêmio x PalmeirasGuarani x América-MGAtlético-MG x VascoSantos x CruzeiroBahia x ParanáCoritiba x VitóriaBotafogo-SP X Santa CruzGoiás x Ponte Preta

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.