Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Times paulistas se dividem no Brasileirão: foco na rodada ou nos mata-matas

Líder São Paulo e Santos vão com força máxima; já Palmeiras e Corinthians tendem a poupar peças de olho no meio de semana

O Estado de S.Paulo

12 Agosto 2018 | 09h38

A 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro terá pesos diferentes para os quatro grandes clubes de São Paulo. Dois deles vão priorizar o principal torneio do País e utilizar força máxima e os outros dois deverão poupar diversos titulares de olho nos duelos do meio de semana por torneios eliminatórios.

Primeiro do quarteto a entrar em campo neste domingo, o Santos visita o Atlético-MG, às 11h, no Independência, sem poder se dar ao luxo de pensar no outro rival mineiro, o Cruzeiro, seu adversário de quarta-feira pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Ainda sem vencer desde a volta pós-Copa do Mundo (cinco empates e duas derrotas), o time dirigido por Cuca se encontra em situação delicada na tabela, com apenas 18 pontos. “O momento é difícil em todos os sentidos”, admitiu Cuca.

Líder do Brasileiro, o São Paulo só joga pela Sul-Americana na quinta, quando visitará o Colón-ARG. Mais uma razão para Diego Aguirre levar o que tem de melhor para encarar o Sport, às 16h, na Ilha do Retiro.

Além de buscar abrir vantagem na tabela, o uruguaio contará com a rara oportunidade de escalar seu time ideal. Nas 17 rodadas anteriores do Brasileiro, quase sempre ele ficou sem ao menos um titular. “Independentemente de quem jogue, o mais importante é que todos os jogadores entenderam a forma da equipe atuar”, falou o técnico tricolor.

Outra meta. Após a derrota para o Colo-Colo na quarta-feira, o Corinthians espera transformar Chapecó em sua casa. O time de Osmar Loss fará dois jogos na cidade contra a Chapecoense e o primeiro deles será hoje, às 16h, pelo Brasileiro. Na quarta que vem, o confronto será pela Copa do Brasil. Preocupado com o desgaste físico dos atletas, Loss deve escalar um time praticamente reserva esta tarde. A tendência é que Cássio seja um dos poucos titulares. Desfalque certo é o zagueiro Pedro Henrique, suspenso. Léo Santos entra em seu lugar.

Quem também anda com a cabeça em mata-matas é o Palmeiras, que acaba de voltar do Paraguai com uma importante vitória (2 a 0) sobre o Cerro Porteño, pelas oitavas da Libertadores, e, na quinta, recebe o Bahia para decidir uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. Por isso, Luiz Felipe Scolari, que fará sua estreia no Allianz Parque neste retorno ao clube, mandará a campo hoje, às 19h, diante do Vasco, uma formação reserva.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.