Paulistas sem dinheiro buscam revelações

Portuguesa, Nacional (duas vezes cada) e Juventus (uma) somam cinco títulos da Copa São Paulo de Juniores. Talvez por este fato, estes três clubes menores da capital - que passam por grandes dificuldades e não repetem o sucesso de décadas passadas - renovam as esperanças de sucesso para 2005.A Portuguesa, campeã em 1991 e 2002, terá jogadores que levaram o time à segunda fase da Copa FPF, mesclados com atletas da categoria sub-20. O Nacional, que ficou com o título em 1972 e 1988, terá a base da equipe que disputou a Série A2 do Paulista e a Copa FPF.O Juventus, campeão em 1985, fez uma parceria com o Pão de Açúcar Esporte Clube e terá o experiente Caio Zanardi, ex-Palmeiras, no comando do time.Campeão em 2003, o Santo André tem um ótimo motivo para lutar pelo bicampeonato: a Libertadores. A intenção do técnico do time principal, Luiz Carlos Ferreira, é aproveitar seis atletas que se destacarem na Copa. Nessa briga no time do técnico Mantovani, quem sai na frente são os zagueiros Ronaldo e Diego, campeões da Copa do Brasil de 2004 e o lateral-direito Rafael, o último remanescente da campanha vencedora de 2003.O São Caetano busca repetir o sucesso do profissional também entre os juniores. O técnico Candinho aposta nos zagueiros Reinaldo e Tiago e nos laterais Jonas e Pará, ambos da seleção Sub-17.Campineiros - Guarani (1994) e Ponte Preta (1981 e 1982) venceram três vezes a Copinha. Com equipes profissionais fracas no, as diretorias dos dois clubes rivais confiam nos técnicos Donizetti Lima (Guarani) e Osmar Guarnelli (Ponte) para revelar jogadores que possam integrar o time principal nesta temporada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.