Paulo André deixa titularidade de lado no Corinthians

O zagueiro Paulo André, que tem conseguido suprir com eficiência a ausência do lesionado Chicão no time do Corinthians, destacou nesta sexta-feira, após o treinamento realizado pela manhã, que não está preocupado com o fato de que pode estar prestes a deixar a equipe para ceder lugar ao titular da posição.

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2010 | 16h40

O jogador lembrou que a sua continuidade ou não no time é uma questão que precisa ser resolvida pelo técnico Adilson Batista e que o mais importante no momento é o time corintiano conseguir se manter na liderança do Campeonato Brasileiro. "É uma opção do Adilson. Quando fui chamado, cumpri com o meu dever e fiz a minha parte. O importante é um grupo forte e um grupo campeão, não interessa se A ou B vai jogar. É claro que sempre quero jogar, mas o que importa é o Corinthians", ressaltou.

Ao falar da situação corintiana, Paulo André também enfatizou a importância que um bom resultado diante do Internacional, no próximo domingo, no Beira-Rio, terá para o Corinthians no torneio nacional. "É mais um jogo decisivo. Desde o jogo com o Fluminense a gente só tem decisão. É um oponente direto na briga pelo título, um jogo difícil fora de casa. Se a gente ganhar, abre uma vantagem e deixa um concorrente mais longe da disputa pelo título", analisou.

Outro fato comentado pelo defensor nesta sexta foi a melhora do desempenho da equipe em partidas fora de casa. Antes de conseguir triunfos contra Fluminense, no Engenhão, e Santos, na Vila Belmiro, o time contabilizava apenas um triunfo longe do Pacaembu. Para Paulo André, um dos segredos para esse crescimento é a doação maior dos jogadores na marcação. "É uma soma de fatores. Um deles é a humildade de marcar durante todo o jogo. Desde o jogo contra o Fluminense a gente conseguiu encaixar a marcação, correu muito, principalmente o meio-campo, isso ajuda muito lá atrás", opinou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.