Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Paulo André revela que não previa encarar Boca nas oitavas da Libertadores

'Pelo meu simulador, esperava Emelec ou Newell's Old Boys', afirmou o jogador do Corinthians

Raphael Ramos, Agência Estado

19 de abril de 2013 | 19h05

SÃO PAULO - O zagueiro Paulo André revelou nesta sexta-feira que não esperava enfrentar o Boca Juniors já nas oitavas de final da Copa Libertadores, revivendo a final da edição anterior do torneio. De acordo com o jogador, a previsão dele era de que o Corinthians jogasse contra outro argentino ou diante de um equatoriano.

"Para mim foi uma surpresa a gente ter de enfrentar o Boca Juniors. Pelo meu simulador, esperava Emelec ou Newell''s Old Boys. Vai ser uma decisão, não tem outro termo para definir esse tipo de jogo", disse o jogador corintiano, nesta sexta-feira.

De acordo com ele, o confronto tem tudo para repetir o mesmo clima da decisão da Libertadores de 2012, na qual o Corinthians conseguiu o seu primeiro título continental.

"A pressão vai ser a mesma da final do ano passado. Para fazer um bom jogo lá e conseguir um empate, como foi em 2012, o nosso time vai ter de jogar tudo o que sabe", opinou.

Paulo André lembrou o velho chavão de que é impossível escolher adversário, afirmou que qualquer adversário seria "pedreira" e destacou que o Corinthians tem que fazer dois jogos próximo da perfeição se quiser ir às quartas de final. "Em jogos desse porte não dá para errar, deixar para depois. Temos de estar muito bem e fazer duas boas partidas, mas temos condições de nos classificar", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.