Paulo Autuori aponta erros do Atlético-MG e lamenta empate no fim

Gol sofrido no final do jogo contra o Nacional também foi destacado por Ronaldinho Gaúcho

Agência Estado

13 de março de 2014 | 10h09

CIUDAD DEL ESTE - Paulo Autuori não escondeu a insatisfação com o resultado da partida contra o Nacional na noite de quarta-feira, em Ciudad del Este, em rodada da Copa Libertadores. O técnico reclamou das oscilações e da desorganização do Atlético Mineiro no primeiro tempo e lamentou o segundo gol do time paraguaio, sofrido aos 41 minutos da etapa final.

"Não fomos bem no primeiro tempo, não gostei, perdemos organização. No segundo tempo, a equipe foi mais organizada e não permitiu que o adversário tivesse facilidade na nossa intermediária. Quando estávamos com o controle do jogo, tivemos chances reais para matar, mas não tomamos as melhores decisões", avaliou o treinador.

Mesmo irregular, o Atlético conseguiu chegar à virada no placar, depois de sair atrás, com gols de Josué e Jô. Mas cedeu o empate quando Otamendi acertou a mão na bola dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti convertido por Torales.

"A gente não queria ter empatado, mas, em uma competição como a Libertadores, não pode faltar garra e tenho que falar do espírito de luta da equipe, principalmente no segundo tempo", disse Autuori. "O que lamento é que poderíamos estar em ótima situação em termos de pontuação geral. A vitória estava em nossas mãos e, agora, é adiar para quarta-feira".

Astro do Atlético, Ronaldinho também lamentou o gol sofrido nos minutos finais da partida. "Tomar gol no final é sempre ruim, mas, agora, é aproveitar os jogos em casa para definir bem essa primeira fase. Então, a gente vai com tudo para ver se consegue o bi", disse o atacante, sem perder a confiança no bicampeonato.

"Conseguimos virar e, infelizmente, no final, tomamos o gol. Mas ainda estamos bem na competição e agora é aproveitar os jogos em casa. A gente sabe que, lá, eles virão ainda mais fechados, então, vamos ter que usar a força do nosso torcedor, junto com o ritmo de jogo que a gente impõe dentro de casa", declarou Ronaldinho.

Apesar do revés, o Atlético segue líder do Grupo 4, com sete pontos. Na próxima rodada, o time mineiro voltará a enfrentar o Nacional, desta vez em casa, já na quarta-feira da semana que vem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.