Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Paulo Baier reforça Goiás contra Palmeiras

O Goiás terá mudanças nomeio-campo com o retorno de Paulo Baier para jogar ao lado de Jerri na partida desta quarta-feira, às 20h30, contra o Palmeiras, noPalestra Itália. O confronto alviverde define uma vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil e terá arbitragem de Luiz AntonioSilva Santos (RJ). Embora embalado pela goleada por 4 a 0 sobre o Grêmio, no Campeonato Brasileiro, o Goiás acredita que a vantagem do empate tornou oPalmeiras - que também vem de goleada sobre o Corinthians (4 a 0) - um adversário ainda mais difícil na Copa do Brasil. Mesmo assim, o time se mostra decidido a buscar a vitória. "O mais importante nesse jogo é fazer o primeiro gol", acredita o atacante Leandro. O time entra em campo desfalcado de Renato e Jorge Mutt (contusão) e de Rodrigo Tabata (suspensão), expulso na partida de ida (1 a 1), em Goiânia. Para recompor a linha de defesa, o técnico Celso Roth escalou Gustavo e Jadilson. E Paulo Baier deixa a lateral para atuar no meio-campo ao lado de Jerri, Cléber e o volante Josué - que foi sondado pelo SãoPaulo, esta semana, mas para sair do Goiás terá de pagar uma multa rescisória de R$ 1,872 milhão. Roth também anunciou que vai jogar no 3-5-2 contra o Palmeiras. Tem, ainda, a pretensão de imprimir velocidade, nas jogadas de contra-ataque, e buscar a vitória para continuar no torneio. "O jogo é importante e eu sei que estes jogadores farão de tudo para ter um bom resultado contra o Palmeiras." O técnico também explicou que, jogando contra o Palmeiras, o Goiás deverá mostrar trabalho, organização tática e determinação. Neste jogo, além das limitações técnicas o Goiás que ainda não perdeu nesta Copa do Brasil, pretende impor maior ritmo emcampo que a escrita que mantém diante do Palmeiras. No confronto de 22 partidas entre as duas equipes, o Goiás perdeu 16, ganhou três e empatou seis. Fez 24 gols mas levou 44 gols. "Não vamos dar espaço para o Palmeiras por duas razões: para não ser atropelado e porque a vaga depende só de nós", diz João Paulo, que jogará com mais dois zagueiros na proteção da área do Goiás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.