Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Paulo César de Oliveira anuncia aposentadoria na Federação Paulista

Aos 40 anos, árbitro encerra a carreira após 20 anos no quadro da entidade

O Estado de S. Paulo

23 de maio de 2014 | 11h53

SÃO PAULO - Paulo César de Oliveira anunciou na tarde da última quinta-feira que não apitará mais pela Federação Paulista de Futebol, a FPF. Aos 40 anos, o árbitro encerra sua carreira com competições como Libertadores e Campeonato Brasileiro no currículo, entre outros torneios.

Há 20 anos no quadro da Federação, Paulo César declarou ter realizado seus sonhos na profissão. "Foi uma trajetória vencedora, onde consegui galgar tudo aquilo que sonhava na minha carreira. Comecei em 1996 e cheguei ao quadro da primeira divisão, de forma definitiva, em 1997. Já em 1999 ingressei no quadro internacional. Passei todo esse tempo representando a arbitragem paulista como árbitro FIFA", contou.

Entre todas as partidas que apitou, ele destacou um amistoso do Brasil como o mais importante da carreira. "Fiz final de Copa do Brasil, jogos decisivos de Campeonato Brasileiro e Libertadores, porém o jogo que mais me marcou foi o amistoso entre Brasil e Haiti, em um jogo da paz, onde tive o orgulho de apitar".

Paulo César faz parte da geração dos famosos árbitros que 'penduraram o apito' recentemente. Antes dele, Leonardo Gaciba, Carlos Eugênio Simon, Sálvio Espínola e Wilson Luiz Seneme já haviam encerrado a carreira. Ele também comentou sobre essa renovação no quadro paulista. "A Federação Paulista de Futebol tem um grande quadro de árbitros e temos grandes nomes que vão manter a tradição da nossa arbitragem, como o Luis Flávio, Rafael Klaus, Guilherme Ceretta e outros".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.