JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Paulo Nobre descarta Alexandre Pato e Lucas Lima no Palmeiras

Presidente diz que valores inviabilizam o negócio com os rivais

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2015 | 11h57

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, não gosta de comentar sobre possíveis negociações, mas abriu uma exceção e negou qualquer possibilidade da contratação do meia Lucas Lima, do Santos, e do atacante Alexandre Pato. Os dois nomes são especulados no clube, mas o dirigente deixou claro que não existe qualquer conversa com a dupla.

"Isso não é verdade (negociação com Lucas Lima). Não comento negociações, mas o Lucas Lima é um grande jogador. Em 2014, tentamos contratá-lo, mas o Santos foi mais rápido. Ele é um baita jogador, mas acredito que não é um jogador que economicamente algum clube brasileiro possa contratá-lo. Acredito que, se ele sair do Santos, será para o mercado do exterior", disse o mandatário palmeirense, em entrevista à Rádio Transamérica.

Em relação a Alexandre Pato, o atacante chegou a comentar que estava torcendo para o Palmeiras na decisão da Copa do Brasil e elogiou bastante a atuação de Paulo Nobre como dirigente. Entretanto, não existe nenhuma negociação com o atacante, que pertence ao Corinthians e estava emprestado para o São Paulo.

"Pato é um grande jogador e tem sua carreira ligada ao Palmeiras, porque a estreia dele foi no velho Palestra Itália contra o Palmeiras. Vejo o Pato com muito respeito e tenho certeza que não só o Palmeiras, como muitos clubes gostariam de contratá-lo, mas também acredito que é um jogador que dificilmente algum clube brasileiro terá condição de contratá-lo. Fico feliz pelos elogios e pela torcida dele ao Palmeiras. Posso dizer que assim como ele mostrou respeito por mim, tenho muito respeito por ele", explicou o dirigente. 

Até o momento, o Palmeiras contratou três jogadores para a próxima temporada: O goleiro Vagner, o zagueiro Roger Carvalho e o volante Rodrigo - que ainda não foi oficializado pelo clube. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.