Paulo Nunes desfalca o Corinthians

O atacante Paulo Nunes não enfrentará o São Caetano, neste sábado, quando o Corinthians tentará conseguir a reabilitação no Campeonato Paulista. O jogador não se recuperou de uma contusão no joelho esquerdo e foi cortado da equipe. Luizão, que reclama de uma tendinite na coxa direita pode ser escalado, mesmo sem ter feito nenhum treino na semana. O técnico Wanderley Luxemburgo ainda não definiu quem entrará no lugar de Paulo Nunes. Éwerton e Gil são, pela ordem, os mais cotados. Paulo Nunes ainda não disputou uma partida inteira no Corinthians. Estreou na derrota para a Portuguesa Santista (2 a 1) e saiu na metade do segundo tempo. Depois enfrentou o Fluminense pelo Torneio Rio-São Paulo (1 a 1) e se machucou no primeiro tempo. Seu terceiro jogo foi contra o Palmeiras (vitória por 2 a 1), e também foi substituído no segundo tempo. Sua última partida foi na derrota diante da Matonense (3 a 2), domingo, em Matão e novamente saiu no segundo tempo. RETIRO - Os jogadores do Corinthians ficarão 12 dias de ?castigo?, em regime de concentração, em Serra Negra. Durante esse período o time disputará duas partidas no interior, contra o Guarani, em Campinas, e a Internacional, em Limeira. Essa é uma estratégia do técnico Wanderley Luxemburgo que, livre das cobranças da torcida, está preocupado em recuperar o time no Campeonato Paulista e também já começa a pensar na Copa do Brasil. ?Na concentração vai dar para eu conhecer melhor os jogadores?, diz o treinador. O ?castigo? dos atletas vai começar na terça-feira de carnaval. A equipe treina à tarde no Parque São Jorge e, em seguida, viaja para Serra Negra, onde os jogadores ficarão até sábado (3 de março) pela manhã. De lá, o time vai a Campinas para enfrentar o Guarani, domingo, no Brinco de Ouro. Após a partida, a delegação do Corinthians retorna para Serra Negra para mais uma semana de treinos. Na sexta-feira (9), os jogadores viajarão para Limeira, onde enfrentarão no dia seguinte a Internacional. Só após essa partida em Limeira é que o elenco voltará para São Paulo. Os jogadores serão, então, dispensados para rever a família. Na segunda-feira, dia 12, todos se apresentam novamente para os treinos, que deverão ser realizados em Itaquera. O vice-presidente do Corinthians, Antonio Roque Citadini, apoiou Luxemburgo na decisão de levar os jogadores para fora da cidade na próxima semana. O dirigente diz que isso não é uma forma de ficar longe da torcida e que o Corinthians não teme nenhum tipo de pressão dos torcedores na partida contra o São Caetano, sábado, em São Caetano. ?A torcida do Corinthians, majoritariamente, não nos preocupa.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.